DIARIO DE BORDO DO PLANETA TERRA - pgalvas@yahoo.com

Friday, December 19, 2003

GOSTEI DE VER
Maria João Pires no Estabelecimento Prisional de Castelo Branco a dar um recital de Natal para o Tó P, para o Zé Tó, para o Faneca, para o Tripas, para o Balas, para o Naifas e para outros tantos colegas de prisão.
Gostei especialmente da parte em que a nossa pianista diz aos jornalistas que " é uma pena não haver um piano nesta prisão ".
Eu pergunto, um piano para quê? O Ossos - um dos reclusos da ala norte- responde:
-"Então..... eu acho que agente precisamos cá de um piano."
- "Sim, Ossos, mas para que é que precisam cá de um piano?"
- "Então.....quer-se dizer, agente acha que faz cá muita falta. É que um piano tem muitas utilidades, por exemplos, ainda há meia hora estava a falar com o Fisgas e ele acha que se tirarmos os pés ao piano da Pires já ficamos com mais 4 bastões para darmos porrada nos filhos da p.... da ala sul, os Pandinhas.
- "Pois, por acaso dá jeito."
- " E já ontem, em conversa com o Xicão da cozinha, do clã dos Barriguitas, ele dizia que não se importava de ficar com as cordas do piano para usá-las como garrotes e também para atar a carne de porco antes de ir ao forno. O corpo do piano, seria portantos, usado pelo colega dele da cozinha, o Fígados, que agora está no clã dos Barriguitas, mas que já esteve nos Fanfarrões, e que diz não se importar de dormir lá dentro, porque é mais quentinho do que o beliche na cela.
" - E tu, não ficas com nada?" - pergunto eu.
" - Eu, ofereci-me logo para ficar com as teclas brancas do teclado, para tapar aqui alguns buracos. Ainda ontem andei à porrada com o Mocas, do clã dos Fraldinhas que me deu cabo de mais dois dentes."

Monday, December 15, 2003

IRONIA.
No mesmo dia em que Saddam é capturado, Colin Powell é operado a um cancro na próstata.

Tuesday, December 02, 2003

PORTUGAL
ultrapassará em 14% o limite de emissões de gases poluentes em 2010.
Esta é a percentagem estimada, caso não se tomem mais medidas de combate às alterações climáticas, segundo uma estimativa divulgada esta terça-feira pela Comissão Europeia.

A minha preciosa ajuda nesta matéria, passa por denunciar António Bernardo Amaral, os seus hábitos alimentares e o funcionamento do seu aparelho digestivo. Este senhor, garanto-vos, é o principal responsável pelo excesso de gases poluentes na atmosfera. Serão da sua responsabilidade , os verões de 6 meses que daqui a vinte anos vão intensificar a desertificação do interior alentejano, assim como o degelo da calote polar que, com alguma sorte, inundará a zona da área de residência deste senhor, obrigando-o, se Deus quiser, a emigrar.